Buscar
  • WellsCo.

Produtividade x Home office: o desafio para as microempresas



É fato que as empresas não devem esperar serem surpreendidas pelas crises para se prepararem. Com isso, vem uma reflexão: não somente grandes eventos globais merecem atenção. Vivemos num mundo que somos surpreendidos constantemente, seja pela economia, seja por tragédias naturais no nosso país ou em países vizinhos.

O cenário atual nos mostra que precisamos nos preparar, e para isso, não temos muito tempo: temos que ser ágeis e propor mudanças significativas que causem impacto no clima, na produtividade do seu time e o principal: trazendo agilidade para seu negócio.

Temos vivido tempos em que o contato presencial foi substituído pela vida virtual. E como lidar? O que continuar fazendo e o que devemos começar imediatamente a fazer?

Trazemos aqui, o exemplo do que temos vivido em nossa própria companhia, onde os impactos e a preocupação de se manter a entrega para o cliente nos coloca numa posição crucial de tomada de decisão das ações mais críticas que temos que tomar. E então, vamos compartilhar com vocês, as principais medidas que tomamos aqui para garantir que a produtividade do time se mantivesse e em alguns casos, aumentasse (vejam só), além da qualidade e atendimento do cliente continuarem a todo vapor.

Nos primeiros dias de home office, implementamos, junto aos líderes, uma estratégia para garantir que todos tivessem a infraestrutura necessária para não gerar impactos nas entregas. Evidentemente, tivemos alguns problemas relacionados a conexão e telefonia, mas o fundamental nesta manobra foi a agilidade, tudo para garantir 100% de atendimento ao cliente. Conseguimos.

O segundo desafio seria gerenciar o time, principalmente, os trainees, que precisam de supervisão e acompanhamento próximo. Para isso, iniciamos a utilização de uma ferramenta de videoconferência e decidimos implementar, em 02 semanas, uma ferramenta de monitoramento das entregas. Tínhamos esse controle, porém, pelo fato de estarmos presencialmente, funcionava bem, porém vimos a necessidade de irmos para o próximo nível: escalabilidade. Em 07 dias já estávamos com a ferramenta implementada. Surpreendente.

O terceiro desafio foi entender junto ao time, como manter a produtividade elevada e as entregas com a qualidade que o cliente já está habituado a receber. Para isso, criamos fóruns de reuniões diárias via videoconferência, junto aos líderes, com acompanhamento das atividades e discussão de pontos críticos. Isso acelerou a nossa visibilidade e consequentemente a tomada de decisões nas entregas, e nos trouxe uma visão adicional de pontos que poderíamos contribuir acelerando as entregas, incorporando melhorias nos próprios processos, por exemplo, processos que eram executados manualmente e identificamos oportunidade de adquirirmos ferramentas que proporcionassem agilidade nas entregas. Avaliamos o esforço x impacto.

Qual foi a lição desse processo? Descobrimos que sob um cenário crítico, tivemos que buscar soluções e focar naquilo que queríamos, ou seja, continuar entregando o serviço aos nossos clientes e de forma alguma, deixar o momento atual impactar no nosso trabalho. E o que conseguimos foi surpreender a nós mesmo, nunca trabalhamos de forma tão inteligente e tão unida junto ao time.

A conclusão desse processo que estamos vivendo é: temos tudo dentro de nós, só precisamos enxergar além do que nossos olhos vêem.


4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo